J. Edgar (2011)

poster

Sinopse

Durante a sua vida, J. Edgar Hoover tornou-se no homem mais poderoso da América. Como chefe do FBI durante quase 50 anos, ele faria tudo para proteger o seu País. No período em que governaram oito Presidentes e se assistiu a três guerras, Hoover travou batalha contra todas as ameaças, muitas vezes quebrando regras para proteger os seus compatriotas. Os seus métodos eram, ao mesmo tempo, cruéis e heróicos. Hoover era um homem que dava grande valor aos segredos – particularmente os dos outros – e não tinha medo de utilizar essa informação de forma a exercer autoridade perante as principais figuras da Nação.

Compreendendo que conhecimento é poder e que o medo cria oportunidade, ele usou ambos para ganhar uma influência sem precedentes, adquirindo uma reputação formidável e intocável. Muito reservado na sua vida privada mas também na sua vida pública, permitia apenas rodear-se de um restrito círculo de pessoas da sua confiança. O seu colega mais próximo, Clyde Tolson, também foi a sua companhia constante. A sua secretária, Helen Gandy, talvez tenha sido a pessoa que mais conhecimentos tinha acerca dos seus projectos e que a ele se manteve fiel até ao fim. Apenas a mãe de Hoover, que foi a sua inspiração e consciência, iria deixá-lo. A sua morte foi algo de esmagador para o filho que sempre procurou o seu amor e aprovação.

Visto através dos olhos do próprio Hoover, “J.Edgar” explora a vida pessoal e pública e as relações de um homem que poderia distorcer a verdade tão facilmente como defendeu durante uma vida a sua própria ideia de justiça, muitas vezes seduzido pelo lado negro do poder.



Visitantes
Visitantes
3.3 (35 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
4.0
Crítica
Crítica
3.3 (6 votos)

Detalhes

Ano: 2011
Estreia nacional: 26 de Janeiro de 2012 (#4 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Drama
Duração: 137 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização:
Clint Eastwood

Intérpretes:
Leonardo DiCaprio, Josh Hamilton, Geoff Pierson, Naomi Watts, Judi Dench, Dermot Mulroney, Josh Lucas

Links:
jedgarmovie.warnerbros.com (site oficial)
www.imdb.com/title/tt1616195

A crítica

(...) mostra-nos como as imagens produzidas pelas instâncias são o resultado de um ponto de vista que se encontra sujeito a todo o tipo de distorções. E, nesse gesto de desmistificação (que,... mais ››
Vasco Baptista Marques, Expresso
Este é sem dúvida o filme mais político de Eastwood, mas também é mais uma vez um retracto humano soberbo, com o qual Leonardo di Caprio faz um trabalho à... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate

Blogs

3.0/5J. Edgar
Mesmo estando integrado nas obras mais fracas da carreira de tão veterano autor, não devemos contornar uma prestação esquecida pela academia de DiCaprio e um excelente trabalho de caracterização. Aconselhado aos fãs das séries criminais como CSI e Bones, para conhecer intimamente o pai da ciência forense.”
Cinematograficamente falando, 6/Mar/2012
3.5/5Crítica a J. Edgar, por André Olim
J. Edgar é atraiçoado pela sua própria narrativa. Dividido entre o crescimento e a influência do FBI e a vida particular de John Edgar Hoover, o filme é ultimamente incapaz de mostrar cada uma das ramificações da sua história com a ponderação necessária. Pelo menos, entrega a DiCaprio outra oportunidade para brilhar e provar que não é um mero actor de ocasião.”
terceirotake.blogspot.com, 11/Fev/2012
3.5/5«J.Edgar» – O homem por detrás do FBI
“J.Edgar” é assim mais um trunfo na carreira de Clint Eastwood, que apesar estar longe de ser o seu melhor trabalho é uma referencia e um filme a ver.”
www.cinema7arte.com, 28/Jan/2012
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 21 de Junho de 2014 às 19:28

Não é nenhum feito assombroso como Clint Eastwood já fez, mas vale pelo conteúdo histórico e as interpretações de DiCaprio e Armie Hammer.

4.0/5Frederico Daniel Frederico Daniel 20 de Novembro de 2012 às 21:24

4*

2.5/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 6 de Setembro de 2012 às 12:32

Leonardo DiCaprio está muito bem no papel do controverso J. Edgar, embora o filme em si não me tivesse cativado como esperava...

A acção é arrastada, a narrativa confusa, a narração monótona, a própria iluminação é muito pobre, bem como a maquilhagem de envelhecimento das personagens que é demasiado pesada e rude.

Vale pela lição histórica, que traz à luz os acontecimentos que estiveram na origem da tão em voga ciência forense, bem como do incontornável FBI.

:)