O Sítio das Coisas Selvagens (2009)

Where the Wild Things Are

poster

Sinopse

O filme conta a história de Max, um rapaz indisciplinado e sensível que se sente incompreendido em casa e decide fugir para o sítio das Coisas Selvagens. Max vai ter a uma ilha onde encontra criaturas misteriosas e estranhas, cujas emoções são tão selvagens e imprevisíveis como as suas acções. As Coisas Selvagens procuram desesperadamente um líder para orientá-los, tal como Max anseia por um reino para governar. Quando Max é coroado rei, ele promete criar um lugar onde todos serão felizes. No entanto, cedo descobre que governar o seu reino não é tão fácil como parece e os seus relacionamentos tornam-se complicados.



Visitantes
Visitantes
3.4 (71 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
4.0
Crítica
Crítica
2.9 (7 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2009
Estreia nacional: 07 de Janeiro de 2010 (#10 na 1ª semana)
Estreia mundial: 16 de Outubro de 2009

País: EUA
Género: Aventura, Fantástico
Duração: 101 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização:
Spike Jonze

Intérpretes:
Forest Whitaker, Catherine Keener, Paul Dano, James Gandolfini, Lauren Ambrose

Links:
wherethewildthingsare.warnerbros.com (site oficial)
www.ositiodascoisasselvagens.com.pt (site oficial)
www.apple.com/trailers/wb/wherethewildthingsare (trailers)
www.imdb.com/title/tt0386117

A crítica

ver todas
(...) a viagem, sempre virtuosa, vale a pena.”
Francisco Ferreira, Expresso
Para crianças... mas não só.”
Manuel Cintra Ferreira, Expresso

Blogs

ver todos
3.5/5"Where the Wild Things Are" por Nuno Reis
Pela simplicidade a história apresentada não ousa conquistar novos fãs, contenta-se em ser um filme que agrada a todos.”
Antestreia, 8/Ago/2010
4.0/5O Sítio das Coisas Selvagens / Where the Wild Things Are (2009)
O Sítio das Coisas Selvagens educa à audiência que não é preciso regressar à infância para sentirmos e aprendermos, mas que basta abrir o espírito ao mais autêntico e entusiasmante sabor da vida. Deixem-se de cepticismos e fundamentalismos formais, e atirem-se a uma obra cinemática onde o adjectivo dominante continua, incontornavelmente, a ser "fofo".”
seeSAWseen, 8/Jun/2010
4.0/5Where the Wild Things Are
Como a época dos prémios e cerimónias por terras do tio Sam prova (nomeações para os Óscares: zero), trata-se de um filme um pouco real demais para a maioria do público. De nostalgia, escapismo e esperança Hollywoodesca há pouco aqui. Mas há mais imaginação, talento e dedicação num dos seus frames que em horas e horas de muitas e boas “estreias da semana.””
Ante-cinema, 12/Fev/2010
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Diogo Silva Diogo Silva 22 de Março de 2011 às 12:06

Uma fábula para adultos e não para crianças como se possa imaginar. Apesar de ter um enredo confuso e com demasiada imaginação, as várias mensagens que o filme faz questão de sermos nós a descobri-las estão muito bem implementadas e há uma certa magia que não nos deixa aborrecer por completo.

2.5/5nunofilipeoliveira nunofilipeoliveira 12 de Agosto de 2010 às 00:10

Um óptimo filme de fantasia que junta uma história diferente a que estamos habituados com a grande imaginação do criador.

Uma viagem feita por uma criança inocente que nos faz querer nunca parar de sonhar e imaginar por esse Mundo fora.

2.0/5jorgecouto jorgecouto 26 de Abril de 2010 às 02:22

Eu adoro filmes de fantasia...mas não gostei deste filme!