The Fountain - O Último Capítulo (2006)

The Fountain

poster

Sinopse

Esta é uma odisseia sobre a eterna luta de um homem para salvar a mulher que ama. A jornada épica inicia-se na Espanha do século XVI, onde o conquistador Thomas (Hugh Jackman) começa a sua procura da Fonte da Juventude, a entidade mítica que se julga conceder vida eterna. Como cientista do nosso tempo, Tommy Creo luta desesperadamente para encontrar a cura para o cancro que está a matar a sua amada esposa, Isabel (Rachel Weisz). Viajando pelo espaço profundo como um astronauta do século XXVI, Tom começa a alcançar os mistérios que o consumiram durante um milénio. As três histórias convergem numa única verdade quando Thomas de todas as eras – guerreiro, cientista e explorador – reconcilia-se com a vida, amor, morte e renascimento.



Visitantes
Visitantes
3.7 (128 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
3.8
Crtica
Crtica
2.3 (9 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 15 de Maro de 2007 (#16 na 1 semana)
Estreia mundial: 22 de Dezembro de 2006

Pas: EUA
Gnero: Ficção Científica
Durao: 97 min.
Classificao: M/12
Distribuidora: Castello Lopes

Realizao:
Darren Aronofsky

Intrpretes:
Hugh Jackman, Rachel Weisz, Sean Patrick Thomas, Ellen Burstyn, Sean Gullette

Links:
www.castellolopesmultimedia.com/oultimocapitulo (site oficial)
pdl.warnerbros.com/wbmovies/thefountain/flashsite (site oficial)
www.apple.com/trailers/wb/thefountain (trailers)
www.imdb.com/title/tt0414993

A crtica

Este prodigioso filme de Darren Aronofsky provavelmente o apogeu da stima arte em 2007. desta pragmtica forma que inicio este texto que serve... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
Não escondo que me incomoda a forma como alguma imprensa tem tratado este filme (...) Venha o que vier, será um dos acontecimentos nucleares da segunda metade desta década.”
Tiago Pimentel, Premiere

Blogs

ver todos
4.5/5Grandes Momentos Cinematográficos - Especial Darren Aronofsky
Se Requiem for a Dream , abriu a Darren Aronofsky novas portas, este The Fountain veio culminar o excelente espírito visionário que o realizador vem vindo a adquirir desde a sua primeira longa metragem.”
Ante-Cinema, 24/Fev/2009
5.0/5The fountain: o último capítulo
Por mais que me explique nunca serei capaz de mostrar o quão bom é The Fountain. É um daqueles casos típicos em que, ou se gosta ou se odeia, mas não deixem de ver. Porque se forem daqueles que verdadeiramente apreciarem a obra e toda a sua monumentalidade, concerteza terão algo que vos tocará profundamente na alma e que permanecerá na memória por bastante tempo.”
em35mm.blogs.sapo.pt, 26/Dez/2008
5.0/5The Fountain - o Último Capítulo (2006)
Extremamente poético, filosófico, fabuloso. Um dos melhores filmes de sempre.”
Cineroad, 7/Set/2008
sugerir um link

Comentrios RSS

ver todos Faa login para deixar um comentrio.

5.0/5Luís Fonseca Luís Fonseca 19 de Dezembro de 2009 s 00:12

e quando ha Clint Mansell na banda sonora tudo se torna mais poetico

5.0/5Luís Fonseca Luís Fonseca 15 de Setembro de 2009 s 18:08

filme fabuloso de um realizador tambem fabuloso. aconselho a todos

4.0/5André Filipe Moreira Santos André Filipe Moreira Santos 3 de Maro de 2009 s 00:59

Na minha opinião trata-se de um bom filme, complexo é certo, por isso convém perceber o filme para se gostar dele, sobretudo a sua essência, se bem que ache que é um filme para várias interpretações mas a essência é só uma (a morte como uma nova forma de vida)...

É um filme cheio de simbolismos (Anel que devido à sua forma circular representa a vida como um ciclo, eternidade...) e pormenores e que pormenores, com uma banda sonora muito boa (depois de "A Vida Não é Um Sonho", Clint Mansell volta a fazer um grande trabalho) e uma realização de GRANDE nível!! Aronofsky é mesmo um dos grandes realizadores comtemporâneos..

Deixo aqui a minha interpretação, vamos ver se alguém concorda comigo:

***spoilers***

O filme tá dividido em 3 tempos: passado, presente e futuro em intervalos de 500 anos (1500,2006,2500, podemos concluir isto num poster do filme). A história do passado não é uma realidade, é apenas o que vem escrito no livro de Izzi. A história do presente é aquela em que o cientista tenta a todo o custo salvar a sua mulher da morte tentando descobrir uma cura para o tumor que ela tem. O futuro é o homem na bolha com a árvore em direção a Shibalba, aqui já é realidade, trata-se do cientista 500 anos depois que entretanto descobriu a cura para a morte, que leva Izzi que renasceu na árvore (no final do filme vemos ele a plantar uma semente da árvore que aparece ao longo do filme no túmulo dela e assim nasce a árvore que ele mais tarde transporta) em direção a Shibalba para poderem renascer e assim ficarem juntos para sempre. Mas só poderão ficar juntos quando o cientista descobrir que tem de aceitar a morte, e é isso que ele descobre e faz, decide morrer (vemos isso representado na história do passado quando ele bebe a seiva da árvore da vida), ao morrer ele dá de novo vida á árvore (Izzi) que transporta consigo que entretanto tinha morrido durante a viagem. Está terminado assim o último capítulo, que é a aceitação da morte por parte do cientista e assim vivem juntos para sempre....
4*

aceitam-se interpretações......